Sunday, 23 May 2010

Sentimento

Não há nada que mais doa

Do que o sentimento ferido

Muito embora se perdoe

Jamais será esquecido




É a nossa natureza

Mas não destoa talvez

Se não fosse assim

Não valia a pena ter nascido

Há sempre quem os sentimentos esqueça




Se estiveres com lucidez

Eu digo

Tem aquilo que merece

Mas não é desumano esquecer

Muito embora se sinta desiludido

Perdoe e esqueça

Para que sua fé fortaleça



by Artémis

No comments: